domingo, 30 de abril de 2017

Você é escravo dos seus desejos



VOCÊ É ESCRAVO 




DOS 



SEUS DESEJOS

  

  Ultimamente tenho me deixado levar por muitos desejos e impulsos desnecessários e até prejudiciais a minha saúde. Se tem uma coisa que realmente me faz sentir uma sensação ruim é quando eu tomo consciência dos meus atos inconscientes só depois que eu cometi o ato. Por exemplo, eu tenho consciência de que tomar Coca-Cola (um exemplo bobo) irá prejudicar muito minha saúde, pelo excesso de açúcar e os demais fatores prejudiciais, mas as vezes por uma questão de impulso instintivo ou falta de disciplina, eu acabo tomando...


                                                              (Agora você sabe porque sofre com Diabetes né...)



   Eu fico muito mal não porque a bebida irá fazer mal ao meu corpo, mas sim porque por alguns segundos eu perdi totalmente o controle sobre mim mesmo. Me deixa atordoado a ideia de que nós não temos controle sobre nossos atos na maioria do tempo, agindo de forma automática. Eu busco, há muito tempo já, encontrar algo a mais em mim, que não seja “mecânico”, me da enjoo a percepção de que eu sou apenas uma máquina biológica vazia com uma personalidade programada pela cultura e o meio em que vivo, embora essa seja a verdade até certo ponto. Será que só eu sinto isso?


   O fato é que nossos sentidos são muito perigosos, eles nos controlam quase toda hora. Por exemplo, você pode não estar com fome alguma, mas quando você olha um doce muito gostoso você age impulsivamente e come aquilo. Quem faz dieta sabe o inferno mental que é isso. É uma guerra mental constante consigo mesmo. E o pior são as desculpas esfarrapadas que a nossa mente cria para seguir os desejos impulsivos criados a partir de nossos sentidos. Por exemplo: “Pode comer só dessa vez.” ou “Uma vez só não vai fazer diferença” ou “Só vou comer esse pedaço e não como mais”...


   Essa é minha primeira dica, esteja totalmente consciente quando a sua mente vier com essas desculpinhas. NÃO caia nessa isca. Se você fizer uma vez, irá fazer mais mil vezes pois sua mente continuará a usar essa desculpa como forma de abrir uma brecha para te tirar do controle. Não confie na sua própria mente.😉


   Volto a dizer, seus desejos podem ser muito perigosos, eles podem fazer de você um escravo inconsciente, um ser deplorável. Basta observar um pouco um viciado em drogas em crise de abstinência, veja como ele destrói a própria vida, seja na área familiar, na saúde, nos relacionamentos, em tudo. Parece um exemplo exagerado mas um simples desejo vindo de qualquer um dos seus sentidos pode ser o pontapé inicial para destruir toda a sua vida fazendo a sua situação não ser muito diferente da situação de um viciado em drogas. Não se deixe enganar por um prazer passageiro e superficial que pode arruinar toda a sua vida. Não seja um ratinho caindo na ratoeira.

 


   Alguns animais morrem por causa da atração de algum sentido específico, por exemplo, a mariposa é atraída pela luz, ela é escrava do sentido da visão, e perde a vida por causa desse sentido. O peixe é escravo do sentido do paladar, e perde a vida por uma boa isca. O homem por sua vez é escravo de todos os sentidos, quão deplorável é a nossa situação...


  Aquele desejo ou hábito bobo que você tem, que parece inocente e que você acha que tem controle sobre ele, na verdade pode ser uma armadilha que mais cedo ou mais tarde pode arruinar toda a sua vida ou te dar muitos problemas e muita dor de cabeça no futuro.


  Você precisa perceber isso, que você é reprimido pelos seus desejos, por mais sem sentido que eles sejam, você é escravo desses impulsos e você precisa estar consciente disso pois só assim você estará no controle da sua vida. E acredite, estar no controle fará você se sentir muito bem, a sensação de liberdade e de estar consciente é maravilhosa e indescritível.


  Principalmente entre os jovens de hoje em dia, há a crença de que nós que reprimimos os nossos desejos, que a sociedade ou a igreja nos faz reprimir nossos desejos. O que essas pessoas não percebem é que é justamente o contrário, os desejos é que nos reprimem, eles que nos tornam escravos de nossos instintos mais animalescos e desnecessários nos dias de hoje. Nossa mente ofusca nossa consciência com centenas de desejos fúteis e superficiais, nos fazendo buscar uma pseudo felicidade que nunca será encontrada por esse meio.


   

   Meu método para estar no controle de si mesmo é o seguinte...


  Comece a ficar consciente do seu comportamento, olhando sua mente de fora, sem se identificar com ela. Pare de lutar contra si mesmo pois quanto mais você luta, mais o desejo cresce e mais ele te escraviza. Vou repetir, pois você provavelmente não vai lembrar disso...


  Quanto mais você tenta reprimir seus desejos, mais forte eles se tornam e mais eles te escravizam. 

 

  Ao invés de reprimir, apenas se torne consciente da existência do desejo, e de que ele não é você, de que ele não faz parte de você, de que ele é apenas um processo em sua mente causado por um estímulo externo temporário qualquer, que não precisa ser levado a sério, então ignore ele. Aos poucos ele vai sumindo, basta parar de alimentar o desejo, negativamente (reprimindo) ou positivamente (saciando). Discipline seus sentidos e sua mente ignorando a existência desse desejo, assim você aos poucos se torna indiferente a ele. 

 

  Crie o hábito de estar consciente sempre que o desejo que te aprisiona passar pela sua mente. Sempre olhe de fora, perceba, observe o desejo, não faça nada, apenas deixe ele passar como uma nuvem negra de chuva que se vai. Quanto mais você observa, mais ele se enfraquece..


  Sim, isso é meditação, o método nada mais é do que meditar, ou seja, estar consciente. Meditação é extremamente importante para que você se torne livre das prisões da sua própria mente.


  Para ler meu post sobre meditação acesse esse link


  Em suma, estamos sim sujeitos aos nossos instintos e desejos, mas há a possibilidade de estar cada vez mais consciente, e só essa possibilidade já é o suficiente para que eu continue meditando e observando meu próprio comportamento com ainda mais atenção

 

 

"A liberdade não consiste apenas em seguir nossas próprias vontades, mas às vezes também em fugir dela." - Kobo Abe

 

 

  Qual é sua opinião sobre o assunto? Este post te ajudou de alguma forma? Deixe seu comentário, favorite meu blog no seu navegador e esteja atento aos próximos posts.


Namastê.




domingo, 23 de abril de 2017

Você não vê o mundo como ele realmente é...




Você não vê o mundo

 como ele realmente 

é...
 



   Diferente da maioria das pessoas, a minha religião é movida não pela fé, mas pela curiosidade, não pela crença sólida, mas pela total incompreensão do mistério por trás da minha mente e dos meus sentidos. O universo observado por meio do nosso cérebro se torna ciência, porém quando se busca romper os limites da nossa realidade, entramos no campo da religião. 

 

   Tudo o que você observa, escuta e sente em sua volta enquanto lê esse texto não passa de uma interpretação de impulsos elétricos no seu cérebro. Por exemplo, quando você olha para um objeto, na verdade o que você está olhando está dentro do seu cérebro, mais precisamente no lóbulo occipital, a parte de trás do seu cérebro onde as imagens são processadas. Se você ainda está confuso, tudo o que seus sentidos estão captando nesse exato momento parece estar fora do seu cérebro, mas na verdade está dentro, então não há como você saber o que realmente está fora, pois você está preso aos seus sentidos.

 

 

   Além dessa camada de ilusão (nossos sentidos) temos a segunda camada, que é a nossa mente e tudo que vem com ela. Crenças, sonhos, emoções, memórias, desejos, interpretações, preconceitos etc. Tudo isso também interfere muito e modifica a nossa realidade.

 

 

  Todas as coisas que conhecemos, toda a realidade que está em nossa volta são apenas a essência de nossos sentidos e de nossos processos mentais. Dos objetos externos conhecemos apenas suas ações sobre nós em termos de nossas próprias energias. O nosso cérebro não nos mostra uma versão verdadeira da realidade externa aos sentidos, mas sim uma cópia parcialmente ou totalmente modificada

 

  Um dos objetivos da meditação é chegar o mais próximo possível da verdade, por trás de toda essa ilusão, por meio de nossa consciência. Meditar profundamente é como se matar e continuar vivo. Depois de vários dias de prática meditativa, você começa a dissolver a sua mente, você percebe que você não é a sua mente. Você morre e volta ao mundo com uma nova visão, com uma nova percepção

 

 

 

   Confira o meu pequeno texto sobre meditação para começar uma rotina prática: clique neste link

 

   É preciso compreender profundamente que sua mente possui uma enorme influência em sua realidade, ou seja, a forma que você vê o mundo. Em outras palavras, o seu mundo é como você o vê a partir não só dos seus sentidos, mas também da sua mente

 

   Por exemplo, ao assistir um filme de terror, é natural que a sua atmosfera se transforme em medo, podendo fazer você ver vultos ou tomar um susto com qualquer coisa em sua volta, mesmo que não haja nada. Isso é sua mente modificando sua realidade. Um outro exemplo bem comum é quando você está apaixonado, tudo em sua volta se torna diferente, mais vivo, seu mundo se torna aquela pessoa...

 

  É muito importante que você acorde e perceba tudo isso que está lendo aqui, pois assim você pode observar tudo de fora e ter mais controle e consciência da sua realidade e do seu comportamento.

    

  O conteúdo da sua percepção é determinado não apenas pelos próprios órgãos dos sentidos, mas também pela maneira com que as informações que enviam ao cérebro interagem com o campo mental, ou seja, nosso estado mental modifica significativamente a nossa realidade

 

   Se você estiver além da sua mente, se você observar sua mente de fora, você terá ultrapassado a primeira grande ilusão da sua existência

 

 

   Gostou? Quer ler mais? Em breve sua mente irá se abrir ainda mais com os posts futuros que farei aqui no blog...

   Continue acompanhando o blog, favorite no seu navegador, leia os posts antigos e até a próxima...

Namastê

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Método simples e poderoso para fortificar seu sistema imunológico e evitar várias doenças.




 
Método simples e 

poderoso para 

fortificar seu sistema 

imunológico e evitar 

várias doenças sem 

gastar um centavo

 

 

   Você gostaria de ter mais energia no seu dia a dia, dormir melhor, ter mais foco e determinação, ser melhor nos esportes, reduzir os níveis de estresse, ficar mais resistente ao frio e ao calor, se livrar de várias doenças e daqueles resfriados enjoados fortificando seu sistema imunológico? Então leia cada palavra desse post que nele você irá aprender um método que poucas pessoas conhecem...

 

   Hoje em dia a facilidade e o conforto da vida moderna tem afetado bastante a nossa saúde. Remédios que ajudam hoje mas criam um problema maior no seu corpo amanhã, alimentação cada vez mais expressa porém cada vez mais maléfica a saúde, confortos exagerados que o tornam um sedentário obeso, radiação em excesso aumentando o risco de câncer... hiiii por ai vai. Em breve irei fazer um post sobre esse assunto.



   Nesse post irei compartilhar com vocês um método que eu pratico há bastante tempo que visa fortificar seu sistema imunológico a níveis inimagináveis fazendo o seu corpo ficar protegido de várias doenças, incluindo aqueles resfriados chatos que são bem comuns e atrapalham bastante no seu dia a dia. De acordo com o criador do método, com ele seu corpo se torna mais capaz de lutar até contra doenças mais destrutivas, por exemplo, AIDS, câncer e esclerose múltipla.


  Quem foi o criador desse método? 

 

 


   Wim Hof, mais conhecido como “homem de gelo”, já coleciona mais de vinte recordes no Guinness Book por resistência física em temperaturas de frio extremo. Em 2008 ele foi examinado por cientistas da Universidade de Radbound na Holanda e conseguiu provar que é capaz de influenciar seu sistema imunológico usando o método que ele chama de “The Wim Hof Method”.


   A princípio os cientistas achavam que ele era especial e nenhuma outra pessoa conseguiria os mesmos resultados caso praticasse esse método que ele desenvolveu. Foi então que em 2011 alguns alunos treinados pelo próprio Wim Hof foram testados em laboratório pelo Dr.Pickkers e o Dr.Kox. Os cientistas injetaram no sangue deles uma bactéria que causava náusea e deixava as pessoas doentes por algumas horas, também injetaram em um grupo de pessoas que não praticaram o método. Como resultado, o grupo formado por pessoas normais sem treinamento sofreu com os sintomas da infecção e o grupo formado por pessoas que treinaram com o Win Hof não apresentou nenhum sintoma depois. Conclusão, é sim possível para qualquer ser humano exercer influência sobre o sistema nervoso autônomo e influenciar o sistema imunológico. 

 

                        (Alunos provando que também podem ser resistentes ao frio extremo ao praticar o método.)


   Está cientificamente provado, após vários testes, que esse método permite que uma pessoa normal após alguns dias de treino seja capaz de aumentar seu metabolismo celular, eliminar infecções mais rapidamente, queimar gordura, reduzir estresse e aumentar seu nível de energia, força e resistência no dia a dia.


   Então vamos direto ao ponto, vou dizer de forma bem direta e resumida como é o método que é dividido em 3 partes essenciais

 

 


 

Primeiro: Exercícios respiratórios para melhorar a oxigenação no sangue.

Segundo: Alongamentos para melhorar a circulação.

Terceiro: Condicionamento ao frio com banhos gelados.

 

 


Exercício respiratório:

   Respire rapidamente (mas não rápido demais) para hiperventilar o sangue. Após uns três ou quatro minutos respirando assim, pare e prenda a respiração o máximo de tempo que conseguir. Faça pelo menos 3 séries de 5 ou 6 minutos cada por dia. No início faça deitado pois você pode sentir um pouco de tontura por não estar acostumado. Sabe-se que muito oxigênio diminui o PH do sangue, tornando ele mais alcalino e assim ajudando a combater várias doenças.


Alongamentos:

   O melhor exercício é ficar totalmente de cabeça para baixo forçando o sangue a fluir de um jeito diferente em seu corpo. Isso irá melhorar a circulação do sangue no seu corpo fazendo o oxigênio chegar em suas células muito mais rápido, potencializando o exercício de respiração.


Condicionamento ao frio:

   Você terá que tomar banho em água fria pelo menos uma vez no dia. Eu sei, eu sei, é desconfortável no início, mas em algumas semanas o desconforto se transforma em prazer, pode confiar...

    O banho gelado ativa seu mecanismo de sobrevivência. Seu metabolismo irá funcionar em eficiência máxima, o frio faz com que suas células trabalhem duro para produzir mais calor, isso força suas mitocôndrias, aumenta sua resistência física e fortalece seu sistema imunológico.

Adeus resfriados hehe 😆




   Eu estou praticando esse método há alguns meses, não estou sendo totalmente fiel ao método pois já pulei vários dias sem praticar. O que posso dizer é que desde que comecei não tive mais gripes e resfriados (antes de começar a praticar eu tinha quase todo mês). Aparentemente meu sistema imunológico está bem poderoso, não fiz testes em laboratório para dar mais detalhes 😏


   Caso você tenha se interessado e queira saber mais, existe o site oficial e um aplicativo para Android que pode tirar todas as suas dúvidas, e no caso do aplicativo, servir de personal trainer para que você siga o método da maneira correta. Em baixo estão os links: (caso o link do app não estiver funcionando, pesquise na PLAYSTORE pelo nome “Innerfire”)

 

 



App de Treinamento (Android)
 

http://bit.ly/24RH4oE



Site Oficial: 

 

https://www.wimhofmethod.com/


(O site está em inglês, se for necessário use o Google Tradutor)

 

 


   Se lembre de favoritar meu blog no seu navegador, ler os posts antigos que podem ser muito valiosos para você e ficar sempre atento as novas postagens, muita coisa boa vem por aí em breve!


Namastê

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Truque simples para aumentar o poder do seu cérebro.




Truque simples para 

 

aumentar o poder do 

 

seu cérebro.

 



   Você sofre com falta de concentração, estresse excessivo, falta de criatividade e incapacidade de focar em uma tarefa específica por muito tempo, seja no trabalho, nos estudos ou em qualquer outra coisa?


   Deixa eu te contar um segredo...


   Você é capaz de ser muito atento, criativo e inteligente, você apenas não usa o potencial máximo do seu cérebro devido a um mau condicionamento.

  

   Hoje um dos maiores problemas da humanidade é a falta de concentração devido a uma avalanche de informações que bombardeiam o cérebro todos os dias via Internet, TV, Rádio, Jornal, e demais mídias. Essa sobrecarga de informações, quase sempre inúteis, poluem sua mente e afetam diretamente sua capacidade de concentração e sua inteligência. Quem irá sofrer muito com isso são as crianças dessa geração que irão crescer com uma enxurrada de informações inúteis em seus cérebros, algumas totalmente prejudiciais, como é o caso da pornografia, (clique nesse LINK para acessar o post que eu falo sobre o perigo da pornografia em seu cérebro) outras aparentemente inofensivas como centenas de vídeos em sites como YouTube, posts e memes inúteis e repetitivos com uma poderosa capacidade de influência em redes sociais como Facebook, sem deixar de lado é claro, novelas, filmes, séries, games, noticiários, documentários etc.


   Se você passa horas do seu dia mexendo no celular, vendo TV, jogando videogame ou fuçando o computador, é bastante provável que você esteja sobrecarregando o seu cérebro e afetando suas capacidades lógicas e de concentração. Ou seja sua inteligência está sendo atacada constantemente devido as mudanças da era tecnológica. Você não precisa largar tudo isso, você não precisa deixar de acessar o YouTube por exemplo, você só precisa aprender a cuidar do seu cérebro da maneira certa, você precisa parar de prejudicar o seu cérebro e dar um tempo para ele respirar.


   É preciso entender que o nosso cérebro não é exatamente igual a um computador, ele “acha” que ainda está na época dos homens da caverna, a evolução ocorre muito devagar. Um acumulo muito grande de processamento de informações gera estresse e dificuldade de se concentrar.


   Antes de ensinar uma técnica simples para aumentar bastante sua concentração e inteligência em poucos dias de treino, tenho que te lembrar da importância da meditação nos dias de hoje. Um dos motivos de se praticar a meditação é justamente para dar um descanso a sua mente sobrecarregada. É extremamente importante que você dedique um tempo do seu dia para a meditação, pois no momento em que você medita, a sua mente se torna limpa, vazia, ela dorme e volta vitalizada, viva, sem a sobrecarga da mídia inútil. (Clique nesse LINK para acessar o meu post sobre meditação)


   Agora que a maior causa da “Déficit de Atenção Ocidental” foi parcialmente explicada, vou ensinar um exercício simples para aumentar a sua atenção e concentração, afetando consequentemente sua inteligência e capacidade de raciocínio rápido.


   Antes disso, é extremamente importante que você favorite esse blog em seu navegador e acompanhe as próximas postagens com muita atenção pois muita coisa interessante ainda será abordada aqui.

 

 



    O exercício é bem simples. Feche os olhos, coloque uma música calma, apenas com o instrumental, e imagine um objeto com todos os detalhes.



   Só que tem um porém...


   Você deve usar todos os sentidos ao imaginar o objeto. Ou seja, se você imaginar uma coxa de frango por exemplo, você deve visualizar a coxa, a cor dela, os detalhes da imagem, você deve sentir o cheiro dela, você deve sentir ela em sua mão e você deve sentir o gosto dela em sua boca, além do barulho que é feito ao mastigar ela. Entendeu?

 


   Você irá se concentrar para envolver todos os sentidos em uma só imaginação. Isso é extremamente poderoso para o seu cérebro pois isso irá aguçar todos os seus sentidos de uma só vez e todos os sentidos devem trabalhar juntos para que o cérebro use todo o seu potencial disponível. 

 

 


   O próximo passo é manter a imaginação o máximo de tempo possível. Tente manter essa projeção mental por meia hora, ou quanto você quiser manter. Quanto mais tempo, maior o resultado.


   Caso você não consiga usar um dos sentidos em sua imaginação, por exemplo, caso você não consiga visualizar mentalmente um objeto, foque nos outros sentidos e vá treinando a visualização que aos poucos você vai se tornando capaz de usar o sentido que antes não conseguia.


   Eu te desafio a fazer esse exercício pelo menos uma vez por dia e observar os resultados.


   Treinando os sentidos internos, da sua mente, você desenvolve uma concentração incrível em poucos dias de treino. Faça o teste e tire suas próprias conclusões. Esse exercício é muito simples e muito poderoso. Se tiver alguma dúvida ou quiser relatar uma experiência com esse exercício, deixe nos comentários.


Namastê

domingo, 2 de abril de 2017

Ainda somos animais?


Ainda somos animais?




    Se tem uma coisa que eu sou obrigado a me lembrar todos os dias aqui no Brasil é como o termo “humanidade” é apenas um eufemismo escroto para aliviar nosso ego nos fazendo parecer superiores do que um animal qualquer. Somos animais e todos os dias temos que lutar contra ou se entregar a instintos totalmente ultrapassados e desnecessários ao ambiente em que vivemos. Eu fico pensando, quantas gerações ainda serão necessárias para uma mudança considerável em nossos genes, para que possamos de fato nos diferenciar substancialmente de um cachorro por exemplo. Será que daqui a trinta gerações nosso cérebro irá se adaptar e haverá uma mudança significativa? Nossos instintos perderão a força sobre nós? Não sei. O que eu sei é que sou despertado para essa realidade todas as vezes que um pensamento instintivo passa pela minha mente sem uma prévia permissão, ou quando escuto um funk recheado de conteúdo animalesco pornográfico na rua e me dou conta de que não é só eu que sou atormentado pelos instintos primitivos.

  

   O que sei é que vivo em um país que pode ser facilmente comparado a um zoológico, pois no Brasil o comportamento animal não só é praticado constantemente por meus conterrâneos como também é glamorizado e aplaudido. Inclusive, a cultura brasileira hoje em dia parece ter sido planejada por gorilas e cadelas no cio, não tenho dúvida nenhuma disso.

 

   

   Não serei tão injusto com o nosso país fazendo parecer que só nele o povo gosta e aplaude o comportamento animal, esse comportamento é sim bem comum no mundo todo, talvez com algumas pequenas exceções (ou estou errado?), destaco o Brasil pois primeiro, eu moro aqui, e segundo, o Brasil com certeza é um dos primeiros no ranking da categoria “pão e circo”.

   

   A verdade é que podemos usar mil e um aliviadores verbais porém ainda somos um produto de milhões de anos de evolução, ainda em processo, e ainda carregando um comportamento digno de um gorila em nossos genes, mesmo esse comportamento não sendo mais útil em nosso meio ambiente. E é claro, o mínimo que devemos fazer é perceber isso e fazer por onde não sermos reduzidos a cachorros e chimpanzés, indo muito além de nossas mentes.

 

 

  

   Mas voltando a questão do ato de glamorizar o lado mais primitivo do Homo Sapiens, ato esse muito praticado pelo povo brasileiro, eu falei em um post passado que isso pode ser justamente uma estratégia governamental para manipular o gado e manter o povo na ignorância, porém não sei até onde isso é apenas uma teoria da conspiração. O que sei é que faz muito sentido, pois nada melhor do que governar um povo burro, preocupado em saciar instintos primitivos inúteis. Porém como eu não sou muito fã de teorias conspiratórias, não vou afirmar nada, até porque eu não sei de nada além do que eu percebo quando ligo a TV, navego na internet ou saio para dar um passeio pelo meu bairro...mas como sabemos, é melhor estar ligado do que desligado.


   O que eu percebo é que nossa cultura promove ao público a crença de que é moda o ato de ser vulgar, inculto, idiota, de que fazer sexo com todo mundo igual um cachorro de rua é legal, de que seguir todos os instintos de busca desenfreada por prazer é um ato são e libertador, quando na verdade é o contrário, te faz um escravo de seus próprios instintos primitivos, tornando você alguém pior que um típico viciado em crack. Com esse incentivo da nossa cultura, as pessoas se tornam cada vez mais superficiais, cada vez mais primitivas. É um retrocesso evolutivo o que vemos em nossa cultura, que por sua vez faz o povo se tornar cada vez mais infantilizado, inerme diante de qualquer tentativa de manipulação feita pelo nosso querido governo, ou por forças ainda maiores e mais tenebrosas. E claro, é genial usar os próprios instintos primitivos do gado como ópio para que ele se torne inofensivo. É como fazer todo o povo ficar distraído seguindo o próprio rabo enquanto você planeja fazer o que quiser com ele.

 


   Como eu já disse, não sei se realmente há uma conspiração governamental com a intenção de emburrecer o povo para assim poder estuprar nossa individualidade com força, porém é perceptível que com essa intenção ou não, com esse plano ou não, o efeito que estamos vendo é exatamente esse, independente de teorias conspiratórias ou não, o povo é estuprado pelo governo porque é burro graças a cultura que ele próprio fomenta.

    

   É preciso compreender que os instintos devem ser controlados e compreendidos, somente assim eles se tornam úteis. Eles são perigosos quando são usados como válvula de escape irracional, quando você coloca ele acima de tudo inclusive da sua capacidade de raciocinar e da sua consciência apenas pela busca do prazer imediato, fazendo dele um entorpecente. A necessidade de sentir prazer o tempo todo não deve ser abraçada como um ato libertador, mas como uma prisão biológica em que estamos inseridos. Você não é um ratinho de laboratório, você pode ir além disso, você pode olhar o seu comportamento de fora a partir da meditação.


   O instinto é uma ótima fonte de energia, como a gasolina é para o carro, o instinto é para o seu corpo. A gasolina faz o carro andar, porém quem deve dirigir o carro é a sua consciência. Aprenda a usar essa energia da maneira certa. Você não precisa buscar por prazer o tempo todo como uma máquina (embora você seja biologicamente programado para fazer isso), você não precisa se entregar para os instintos de maneira inconsciente como um usuário de drogas em crise de abstinência. Se você que está lendo isso está passando por sérios apuros por não conseguir controlar seus instintos, fazendo coisas indesejadas de maneira compulsiva, eu gostaria de lhe apresentar a meditação. Leia o post sobre meditação aqui no meu blog, favorite o blog em seu navegador e continue acompanhando as próximas postagens pois muito será abordado sobre controle mental.


   Em suma, somos sim animais, estamos de certa forma presos aos nossos instintos, porém é possível ir além disso. Essa capacidade de ir além, é um presente que nós ganhamos da existência, não jogue isso fora, aproveite, saboreie isso. Se você se tornar consciente, a sociedade em sua volta terá mais chances de, um dia, quem sabe, despertar também.

(nem precisa dizer que algumas coisas que escrevi nesse texto foi dito apenas para fins de humor)


Namastê.