domingo, 18 de dezembro de 2016

Falando um pouco sobre timidez...

 

                                     FALANDO UM POUCO SOBRE TIMIDEZ... 

 



  Recebi alguns pedidos para dissertar sobre timidez. Primeiro de tudo gostaria de dizer que é impossível dizer tudo que sei nessas poucas linhas, então caso haja mais pedidos irei falar mais sobre isso depois. E digo isso em relação a tudo que falo aqui no blog, afinal, nem todo mundo está disposto a ler um texto muito longo. Então vamos ao ponto.

  Você se acha tímido? 


  Primeiro é importante entender que só existe timidez quando há uma máscara, quando não se é o que deveria ser. Esse é o ponto mais importante. É impossível ser tímido quando se sabe verdadeiramente quem é. 

  Quando a ideia de quem você é, esta baseada na opinião das outras pessoas, seja seus pais, seus amigos ou pessoas que você nunca viu, quando não se mergulhou fundo no próprio ser, é natural que a timidez e muitos outros sentimentos de inferioridade e submissão apareçam.

  A timidez é um grande sinal de que você não mergulhou fundo o suficiente, você ainda não conhece a si mesmo, ainda há uma neblina de dúvida, você ainda acredita que é o que as pessoas dizem que você é. E nesse caso você tem que agradar as pessoas, você tem que agir como um escravo da opinião delas, afinal são as opiniões que definem você.
Se de repente todos decidirem que você é um mau-caráter, alguém desprezível, seria horrível, você acreditaria que é uma pessoa nojenta, provavelmente entraria em depressão, por isso você precisa se preocupar com o que a sociedade diz, por isso deve ser tímido e reservado, afinal pode falar ou fazer algo que não agrade seus mestres, seus deuses.

  Timidez é isso, fazer com que pessoas tão tímidas quanto você, tão inseguras quanto você, tão influenciadas quanto você, pareçam deuses capazes de abalar quem você é com simples opiniões. Isso só é possível quando você abre mão do seu verdadeiro ser e se torna propriedade de todos que estão em sua volta, agora eles são capazes de ditar o que você deve ou não ser, o que você deve ou não fazer




   Um tímido não é muito diferente de um escravo, porém ele chega a ser pior, ele abdica da busca de si mesmo para ser submisso a opinião da sociedade sobre quem ele é, por livre e espontânea vontade. Ele também não é muito diferente de uma prostituta, porém ele não deixa que as pessoas abusem do seu corpo mas sim da sua liberdade de ser o que ele verdadeiramente é.

  No momento em que você descobre que você não é a opinião da sociedade, a timidez simplesmente cai, simplesmente desaparece. Ela só pode existir enquanto você está cego, enquanto os delírios de sua mente ainda definem quem você é.

  A timidez não passa de mais um delírio da sua mente, mais um problema que sua mente cria. E é um problema muito perigoso, ela pode destruir sua liberdade de ser você mesmo.

  No fim das contas, com algumas semanas de meditação, você percebe que na verdade nunca foi tímido, isso que você chamava de timidez era apenas mais um processo em sua mente, mais um delírio que a sociedade te ensinou.

  Lá no fundo, você não é tímido, ninguém é. Assim como uma árvore não é tímida, assim como um falcão não é tímido, você também não é. Somente a mente humana é capaz de acreditar nessa idiotice.

  Se livre das máscaras. A maioria das pessoas está usando máscaras para agradar outras pessoas e com o tempo elas passam a acreditar que são essas máscaras.
 




  No momento que você se livra de todas as máscaras, no momento em que você não aceita que nenhuma máscara cubra sua individualidade, você finalmente se torna livre, nesse momento mágico é impossível que exista algo como timidez, você não é mais um escravo, você não é mais uma propriedade, você para de dar poder as outras pessoas sobre sua vida, você se torna puro êxtase, pura alegria, pura liberdade.

Namastê

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

O perigo da pornografia



                                

O PERIGO DA



 PORNOGRAFIA




  

  Você costuma assistir pornô com frequência?

  A indústria pornográfica bilionária vem crescendo a cada ano trazendo cada vez mais os homens para esse prazer momentâneo e destrutivo.

  Foi descoberto recentemente por neurocientistas que a pornografia, se consumida em excesso, possui o mesmo efeito no cérebro que drogas perigosas como por exemplo a cocaína. O problema é que hoje em dia até mesmo crianças de dez anos tem fácil acesso a pornografia pesada, bastando acessar a internet. Ou seja, é como se seu filho tivesse acesso a uma droga tão pesada quanto heroína e cocaína a qualquer momento, bastando alguns cliques. 

 

 

  Para acessar o link do estudo científico clique aqui.


 

 

 É necessário que você compreenda que a natureza , não contava com a criação da indústria pornô, sua mente não foi feita para o pornô. Se você mostrar uma imagem de uma cadela nua a um cachorro ele não terá reação nenhuma, o mesmo acontece com a maioria dos animais (exceto alguns primatas). É a mente humana que tem criado toda essa loucura.

 



  A pornografia serve como um anestésico, um calmante para os homens e seus instintos. Toda essa indústria parece um meio de domesticar o homem moderno, de manter sua libido controlada, assim ele se mantém dócil como uma ovelha, assim ele se torna afeminado, doente e ainda enriquece mais a indústria. Para que ir atrás de mulheres se é possível fantasiar com centenas de mulheres, ainda por cima as mais bonitas, em uma hora, apenas acessando um site no seu celular? Parece bem mais fácil.

 



  A indústria pornográfica não está interessada em sua saúde sexual ou mental, ela não criou o pornô para isso, ela criou apenas para que homens como você se viciem e gerem lucro para ela.

  É preciso compreender que isso não é normal, a natureza quer que você faça sexo com mulheres de verdade e não com pixels na tela do seu computador. Isso gera consequências, você aprende a lidar com pixels e não com mulheres de carne e osso.

  Um dos efeitos colaterais mais recorrentes em homens que acessam pornô frequentemente é a incapacidade de se satisfazer com o sexo comum, partindo assim para fetiches e categorias cada vez mais depravadas, chegando muitas vezes ao fundo do poço, como necrofilia, pedofilia e zoofilia.


  As consequências são destrutivas e vergonhosas quando se vai fazer sexo com uma mulher de verdade, onde todas aquelas perfeições e fantasias doentes não estão presentes para satisfazer a mente.

 



  Impotência sexual, ejaculação precoce ou dificuldade para ejacular, incapacidade de se concentrar na hora do sexo, baixa auto estima ao se comparar com atores pornô acreditando em mitos que essa indústria propaga etc.

  A mente se torna dependente de fantasias sexuais que não batem com a realidade, tornando o homem um doente, preso ainda mais nas loucuras da mente, incapaz de aproveitar em sua totalidade o momento do sexo.

  Uma coisa deve ser compreendida, a mente não pode ter o controle sobre você, seus instintos não podem ter total controle sobre você. Quando isso ocorre você se torna escravo das próprias ilusões, quando isso ocorre você não está em uma condição muito diferente de um esquizofrênico, de um louco em um hospício, você se curva perante os delírios da própria mente.


  Diferente dos outros animais você tem a consciência, você consegue enxergar a insignificância dos próprios desejos, das próprias ações, e assim, conscientemente escolher não realiza-los.

  Se você se encontra preso na pornografia e em toda essa loucura, use todas as suas forças para sair disso a partir do momento que você terminar de ler esse texto. Eu tenho um desafio para você, fique um mês sem acessar nenhum vídeo ou foto pornô, se sentir que precisa de qualquer jeito se masturbar, faça isso apenas uma vez no mês, mas sem ver nenhum vídeo, nenhuma foto.

 



  pegue uma folha em branco e escreva de um a trinta, ou noventa, para um reset total no seu cérebro. Isso serve para acompanhar os dias, ou use um aplicativo disponível para android chamado NoFapper, isso é muito importante para disciplinar sua mente.

  

  Você verá como isso será bom para todas as áreas da sua vida, afinal você estará controlando o mais poderoso instinto do homem. O significado desse ato vai muito além de simplesmente parar de ver pornô, você estará finalmente tendo o controle sobre sua própria mente em uma das áreas mais complicadas para o homem. Todo vício é destrutivo, todo vício é uma fraqueza, é se render ao que não é você, é se deixar escravizar por algo que você deveria ser o mestre. Ser escravo da própria mente é como uma doença, uma doença muito perigosa, você precisa ser curado e a cura é a própria consciência, sua capacidade de escolha.

  Se lembre que a indústria pornô não está interessada em sua saúde mental e sexual, somente você mesmo pode tomar uma atitude em relação a isso, somente você mesmo pode se libertar das armadilhas que a sua própria mente deixa você cair



  O objetivo desse blog é fazer você deixar de ser escravo, das mais diversas ilusões que existem no mundo, não só a pornografia, porém a raiz de todas as ilusões é a sua própria mente, uma vez que você tenha compreendido isso, você estará mais perto da verdade. 

 

  Aqui eu busco passar para vocês a prática da meditação, mas não a meditação que você ouve falar na TV ou em livros do senso comum que servem apenas para relaxamento ou para melhorar o foco, não me refiro a uma meditação religiosa também. A meditação que tento passar aqui é a pura consciência do corpo e da mente, chegando a níveis nunca antes imaginados. 

  A meditação é de extrema importância na sua vida e vai te auxiliar muito também a deixar a pornografia (e qualquer outro vício que te escraviza) de lado.


  Para descobrir os segredos de como meditar passo a passo e finalmente ter controle sobre sua mente e seus impulsos, leia agora de graça o meu pequeno artigo sobre o assunto clicando nesse link.


  Leia também meu artigo sobre as causas da feminilização do homem moderno clicando aqui.


 Continue nessa viagem para ver até onde vai a toca do coelho, adicione o blog aos favoritos em seu navegador, leia os outros artigos do blog caso seja sua primeira vez aqui, deixe seu FeedBack se possível e coloque seu E-mail na caixinha do lado para receber notificações de novas postagens. 




Namastê

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A sociedade valoriza o falso...


                                       

                                  A sociedade valoriza o falso...

 


   A sua individualidade é um perigo para o sistema, para a sociedade. A sociedade prefere que você siga os padrões, que você seja apenas uma ovelha, um gado, assim as coisas podem funcionar de forma previsível, assim você se torna só mais um número para ela, um número que pode ser manipulado e descartado.

   A sociedade não está interessada na sua individualidade, isso não é útil para ela.

   Ela não está realmente interessada em moralidade e justiça. Moralidade é uma farsa que te ensinaram desde que você era uma criança. 

   
   Se um homem mata outro homem é preso e visto como um assassino desprezível, se o mesmo homem mata centenas de pessoas em uma guerra a favor do seu país, incluindo mulheres e crianças inocentes, ele é visto como um herói, pela sua sociedade, pelo seu povo.



   Até mesmo os deuses que a sociedade acredita seguem esse padrão. Jeová mandava matar outros povos, mandava estuprar mulheres e despedaçar crianças de outros povos, mas ao mesmo tempo criou uma lei dizendo "não matarás", não tem sentido algum. Veja que ninguém está interessado em moralidade, a não ser que seja em benefício de si mesmo, do ego.
   E as pessoas realmente acreditam que suas vidas só fazem sentido por causa desses valores falsos, elas usam toda essa falsidade como muleta e criam sua personalidade baseada nessas idiotices.
As pessoas morrem e matam por essa palhaçada com orgulho. Guerras nada mais são do que disputas de egos, milhares de pessoas que poderiam viver muito ainda são massacradas por causa de suas mentes infantis, porque são escravos do próprio ego, do que acreditam que são, sem questionar.

   Você não é seu ego, você não é seus desejos fúteis, ilusórios e passageiros. Você não é a moralidade, você é muito mais do que isso. Você precisa se livrar dessas correntes que te aprisionam, precisa ser mestre da mente e não escravo dela.

   A sociedade quer que você viva pelo falso, quando digo sociedade, digo todas as pessoas inconscientes em sua volta incluindo parentes e amigos.

   As pessoas sabem lá no fundo que estão vivendo do falso, mas elas continuam vivendo porque não conseguem ir além da manada, não conseguem observar o lixo ilusório que carregam dentro de seus cérebros.

   Elas querem que você se sinta feliz trabalhando toda a sua vida como um robô em uma fábrica, então inventam valores em cima disso, elas querem que você coloque o estado no meio do amor e chamam isso de casamento, querem  que você faça coisas que não façam sentido nenhum, só porque a manada aceita toda essa idiotice sem questionar. 



   Assim a sua vida pode ser controlada, pode seguir um rumo previsível mesmo que seja vivendo na falsidade sem sentido.

   A sociedade valoriza o falso, uma vez que você tenha compreendido isso, você já estará um passo além.

   Eles dizem que o falso é verdadeiro, eles tentam maquiar o falso para que você viva em função dele, para que você entregue sua vida em função dele, adoram quando você se mata pelo falso, quando troca sua vida por ele, e você faz isso, mas no fundo sabe que se tornou apenas uma máquina, um robô inconsciente indo para o precipício.

   No fundo algo o incomoda, esse algo é o verdadeiro "eu", o que não pode ser manipulado, o que não pode ser domesticado, o que não pode ser falso.

   As pessoas não são o que deveriam ser, as pessoas vivem em uma falsidade coletiva como robôs, como escravos de suas próprias mentes e ilusões.

   Todas as sociedades que existem hoje não estão interessadas em sua individualidade, a sociedade comunista, capitalista, fascista, cristã, hindu, muçulmana, budista, etc. O seu verdadeiro ser não interessa para elas


   O meu objetivo nesse blog é tentar abrir seus olhos para o que realmente importa, o que realmente é verdadeiro, por trás de todas as falsidades da sociedade, mas o máximo que eu posso fazer é chamar sua atenção, te mostrar que há algo de errado, a descoberta do seu próprio ser, do que é verdadeiro, é uma experiência que deve ser sua. Não há nada mais belo do que se desfazer das ilusões, ser livre de verdade. Não há nenhum dinheiro no mundo que possa comprar isso.

   Em breve o próximo post, se lembre de adicionar esse blog aos seus favoritos e estar sempre atento.

Namastê

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Apresentação do blog


                 
                                                                       Apresentação do blog






    Já parou um minuto para observar sua própria mente? Os pensamentos que circulam nela o tempo todo, as sensações que essas imagens e vozes trazem, o porquê de você não poder parar isso por um segundo sequer, como se ela tivesse o controle sobre você ao invés de você ter o controle sobre ela.
 

   E sua personalidade? Já parou para pensar quem realmente é você? Será que tudo o que você pensa na verdade não é você? Será que a sua mente não é seu verdadeiro “eu”? Ou melhor, será que seus pensamentos realmente são seus?
 

   Onde está você por trás de seus comportamentos primitivos e crenças emprestadas pela sociedade e pelo meio que o cerca?

   Você é seus gostos? Você é seus sonhos e desejos? Você é seu futuro ou passado? Você é seu instinto animal? Você é seu nome? Você é seus bens materiais? Você é sua religião? Você é o seu trabalho? Você é o que as pessoas dizem que você é? Ou você sente lá no fundo, que você não é nada disso?

   Ou tudo isso é o que sua mente diz que você é porque ela é incapaz de ir além dessas coisas? 


   É muito difícil para a sua mente responder essas questões, porque ela é limitada, ela é uma máquina, uma ferramenta, ela não é você, ela pertence a você, ela deve ser como um mecanismo escravo, que trabalha para você, não o contrário. Você está tão identificado com ela que você acredita ser ela e se tornou escravo das loucuras dela.

   O principal objetivo desse blog é te ajudar a encontrar a si mesmo, é te tornar livre. Não há nenhum dinheiro no mundo que possa comprar sua individualidade, ela é mais valiosa do que todos os desejos fúteis da sua mente.

   A mente é necessária para a sobrevivência, mas não é essencial para a existência, e viver sem perceber a insignificância do que por toda a sua vida você achava ser você, é o maior pecado que você pode cometer.

   Aqui também irei falar sobre diversos assuntos que afetam diretamente nossas mentes em várias áreas da vida e como lidar com eles.

   A sua mente agora pode sussurrar em sua cabeça que você deve deixar esse blog de lado, porque ela está com medo de perder o poder sobre você, mas pela primeira vez, não siga a sua mente, adicione esse blog aos favoritos e veja até onde vai a toca do coelho.


   Em breve o próximo post, coloque seu e-mail na caixinha ao lado para receber notificações das próximas postagens.

Namastê