domingo, 28 de maio de 2017

Não crie expectativas e seja mais feliz!




NÃO CRIE



EXPECTATIVAS E



 SEJA MAIS FELIZ!






  Já aconteceu de você esperar que uma pessoa agisse de uma determinada forma e você ficar totalmente frustrado por ela agir de uma forma totalmente diferente?


 

  Por exemplo...


 

  Você já depositou muita confiança em uma pessoa que se relacionava, criou milhares de expectativas em cima dessa pessoa, e descobriu que ela não era nada daquilo que você acreditava?


 

  Já esperou que uma pessoa fosse honesta, que ela gostasse de você ou das coisas que você gosta, que ela fosse carinhosa com você, que ela fosse verdadeira com você e ficou muito triste quando ela agiu de forma diferente, quebrando todas as suas expectativas sobre ela?


 

  E quando você vai ao cinema esperando que um filme seja muito bom, cria uma enorme expectativa em cima dele, e quando assiste, não gosta do filme e se sente muito mal por ter ido assistir...


 

  Tenho certeza que uma dessas experiências já ocorreram em sua vida.


 

  É importante que você compreenda que a sua mente se sente mal com ela mesmo.


 

  Não entendeu?


 

  Ela mesmo cria as condições para se sentir mal. Não coloque a culpa em fatores externos. Ela cria as expectativas, ela cria um ideal, e ela se sente mal porque a realidade não segue seus desejos

 


 

  As expectativas não existem fora da mente, tudo está dentro da sua mente, todos os sentimentos estão aí dentro, e a sua própria mente que fabrica esses sentimentos, esses desejos, e sofre por eles.


 

  Isso deve ser totalmente compreendido, você precisa ter um insight cada vez mais profundo sobre isso, para que você não caia mais nessa armadilha. Então vou tentar explicar da forma bem simples, para que você absorva isso de uma vez. Se for preciso, leia esse texto várias vezes...

 

 

  Sua mente já carrega um monte de expectativas com ela, em relação a tudo. Isso é útil, é um mecanismo de sobrevivência, mas como eu digo aqui no blog, você deve compreender o funcionamento da sua mente e saber lidar com esse mecanismo, sem ser escravo dele.


 

 

  Eu particularmente não levo nenhum processo da minha mente a sério. Crenças, convicções, desejos, impulsos, emoções, NADA pode ser levado realmente a sério, pois se observado conscientemente, tudo não passa de um grande circo.

 

 

 Sua mente é um mecanismo morto que acredita estar vivo. Ela não é você, pois você pode observar ela de fora.


 

 

  As expectativas também são um mecanismo da mente e isso deve ser compreendido. O cérebro é uma máquina de prever o futuro e assim agir de forma a conseguir sobreviver. A previsão acontece toda hora na sua mente, mas ela está morta, ela é só um mecanismo, não é real, é só uma possibilidade, então você não precisa reagir emocionalmente a ela.


 

 

  Ela pode ser útil se você estiver consciente que ela não necessariamente será real.


 

 

  A mente não pode ser levada a sério...Quando a humanidade chegar a esse insight muitos problemas do mundo serão resolvidos, por isso a meditação que eu passo aqui deve ser divulgada. Veja outra situação em que as expectativas são um problema...





   Você conhece alguém, começa a ter um relacionamento com essa pessoa, e o seu mecanismo começa a funcionar criando regras de comportamento que essa pessoa deverá seguir.

 

 

Isso é tão ridículo que muitas vezes você nem comunica a pessoa sobre as expectativas que você tem dela, você simplesmente cria as expectativas e espera que a pessoa aja de acordo com esse mecanismo, como se ela pudesse ler a sua mente. E o pior, quando a pessoa não age de acordo com suas expectativas, a sua mente se sente muito mal porque os desejos que ela mesmo criou não batem com a realidade.


 

 

  Viu como não faz sentido?


 

 

  A criação de falsas expectativas é um dos principais fatores que fazem casais se matarem após descobrirem que houve uma traição no relacionamento.


 

 

  Ponha uma coisa na sua cabeça, você não conhece ninguém realmente, você apenas acha que conhece, mas você não pode ler a mente das pessoas. Então pare de criar expectativas. Aja de acordo com o que você pode ver, o que é observável, e não de acordo com as projeções irreais que a sua mente cria.


 

 

  Você não pode ler pensamentos então não acredite que pode. Não adianta criar expectativas em relação a fidelidade do companheiro(a).


 

 

  Você não sabe o que está acontecendo na mente do seu parceiro(a) nesse momento, NÃO IMPORTA O QUANTO A SUA MENTE TENTE ADIVINHAR, ela não vai. Então não adianta ficar criando projeções sobre o que ele(a) está pensando, a sua própria mente cria o ciúme muitas vezes sem sentido nenhum. Aja de acordo com o comportamento que ele(a) demonstra para você, aja de acordo com o que você pode realmente saber que é verdade, de acordo com os fatos.


 

 

  Muitas vidas seriam salvas se as pessoas parassem de levar suas expectativas a sério.


 

 

  Se você não cria expectativas, então você não fica chocado quando descobre que fulano te traiu. Você simplesmente toma as devidas providências sem entrar em um desespero mortal. Afinal, você não esperava por nada.


 

 

  Isso não existe só nos relacionamentos amorosos, sua mente cria expectativas sobre todo mundo e todo mundo cria expectativas sobre você. A sociedade espera que você aja de uma determinada forma, de uma determinada maneira que satisfaça suas expectativas. Caso você não faça isso, será imediatamente julgado. Tudo é um verdadeiro circo, e quanto mais você se torna consciente, mais você se torna livre.


 

 

  Com a prática da meditação, você pouco a pouco vai ficar cada vez mais consciente quando esses processos começarem a surgir em sua mente. É muito mais fácil ser feliz quando você percebe que as expectativas criam a maioria de nossas frustrações.


 

 

  Você precisa compreender uma verdade óbvia, o futuro é apenas uma ilusão, uma projeção em sua mente. O passado é apenas um processo de pensamentos, memórias, são reflexos modificados do que realmente aconteceu, resquícios fragmentados. O único momento real é o agora. E você precisa estar totalmente nele. Sua consciência precisa estar nele. Somente assim você estará realmente vivo, somente assim você estará realmente aqui.


 

 

  Pare de reagir inconscientemente as projeções ilusórias da sua mente. Acorde! Você está dormindo!


 

 

  Eu faço novamente um apelo para que você leitor, comece a praticar a meditação e comece a divulgar ela aos quatro ventos. Se ainda não leu, leia meu artigo sobre meditação clicando aqui.


 

 

  As pessoas precisam despertar!


 

 

  Adicione o blog aos seus favoritos, divulgue, comente, e se lembre de meditar.


 

  Posts aos finais de semana sempre que for possível!


Namastê!

sábado, 20 de maio de 2017

Observando a si mesmo



OBSERVANDO A SI



 MESMO







Como ir além das


 fronteiras da sua


mente por meio da


 sua consciência


 dando um passo a


 mais na evolução


 da espécie


 humana...

 

  (APRENDA A MEDITAR PASSO A PASSO)



    Gostaria de começar esse artigo importantíssimo dizendo que esse blog é apenas um rascunho do que eu planejo criar no futuro. Meu objetivo é que mais e mais pessoas comecem a explorar a si mesmas, observando seus próprios pensamentos e comportamentos defeituosos. Talvez assim a sociedade melhore um pouco, já que muitos problemas do mundo existem justamente por uma educação péssima (ou nula) que as pessoas possuem de auto observação e controle emocional, fazendo com que elas sejam egoístas, fúteis, impulsivas, depressivas, tímidas, ciumentas iiihh a lista é grande...


   Para que a sociedade mude, primeiro é preciso que cada indivíduo mude.


   Se eu conseguir convencer uma única pessoa a ser corajosa a ponto de iniciar uma viagem interna em busca de si mesma, esse blog já terá cumprido o objetivo dele.


   Então vamos lá, está pronto para se tornar livre da sua maior escravidão?


   A mente humana evoluiu bastante criando tudo que vemos hoje em nossa volta, toda tecnologia, todas as construções, toda a ciência. Porém quando se fala de comportamento e auto observação, parece que ainda estamos na idade da pedra, poucas pessoas no mundo se aventuraram nessa área tão importante...


   Basta observar como as pessoas se comportam hoje em dia e você ficará assustado ao perceber que agimos de uma maneira muito semelhante a chimpanzés. Fazemos as coisas sem nenhuma consciência de nossos atos. Nos jogamos em vícios, um atrás do outro, e agimos de uma forma totalmente automática, como robôs programados. Somos escravos de nossos pensamentos, sentimentos e impulsos, de nossos instintos mais primitivos sem ao menos parar e tomar consciência desse fato. 

 


   Você não é livre. Você é escravo da sua própria mente, dos seus próprios sentimentos, instintos, memórias, traumas, ilusões, impulsos, crenças, etc.


   A sociedade no geral não quer que você seja livre. Ela não quer que você se torne uma pessoa sábia. No momento que você se torna sábio, no momento em que você começa a observar a sua mente respondendo por você, você para de agir a mando dela e se torna mestre de si mesmo.


   Se as pessoas se tornam sábias, se elas se tornam conscientes dos seus impulsos, de que elas estão sendo manipuladas, quem irá comprar as besteiras que a sociedade tenta te enfiar goela a baixo? Como a sociedade terá controle sobre você? Ela pode ter controle sobre a sua mente mas não sobre a sua consciência.


   Uma coisa deve ser compreendida...


   Na maior parte do tempo, não é você que está no controle, mas sim a sua mente. E a sua mente é um reflexo da sociedade, ela não é você, ela está a parte de você. Por que ela não é você? Porque você consegue observar ela. Se você consegue observar o computador ou o celular em que você está lendo isso agora, significa que você não é esse objeto. Ele é observável, então está fora de você. O mesmo vale para a mente, pois a mente nada mais é do que processos separados que podem ser observados.


   Feche um pouco os olhos e tente prestar atenção nas imagens, sons e sensações que formam sua mente, perceba que é possível observar essas coisas acontecendo e elas na verdade estão separadas de você.


   Você é um profundo silêncio, um profundo mistério por trás de sua mente...


   Aproveitando essa experiência, sabe essa voz enjoada que está falando dentro de você, pare um pouco e preste atenção nela. Agora tente silenciar ela, tente fazer ela parar de falar. Não consegue?


   Você não consegue porque sua mente está no controle. Aposto que é muito difícil para você controlar também as imagens, os sentimentos, os impulsos, os vícios...


   Sua mente age por você na maior parte do tempo, ela responde por você. É como se ela estivesse no volante e você no banco de carona. E uma coisa deve ser compreendida, a mente é um mecanismo morto, automático, robótico. Ela não é espontânea, ela só repete padrões, ela só segue o caminho que ela já seguia antes. Ela é presa as regras que regem o funcionamento dela mesma

 


   O interessante é que após essa percepção, você para de levar sua mente a sério, suas crenças, seus pré conceitos, seus desejos, seus conhecimentos, tudo que envolve sua mente deixa de ser importante pois você percebe que tudo isso é falho, mecânico, superficial e o mais importante, não é você.


   Você também percebe que todo o sofrimento que você tem é causado pela sua própria mente. Ela sofre com um motivo que ela mesmo cria. Um pouco confuso né, mas com o tempo e com a experiência você vai ficar cada vez mais alerta a isso.


   Por fim você se dá conta de que a mente é uma ferramenta, você usa dela para saborear o mundo, a mente é uma extensão dos seus sentidos e deve ser usada pela sua consciência. É o fenômeno que te permite experimentar o mundo que você está percebendo agora da maneira que a sua consciência determina...


“Tá Brian, você está me deixando ainda mais confuso, dá para ir direto ao ponto?”


   Ok, o importante de início é você começar a praticar a observação da própria mente para que você perceba essas coisas por si mesmo naturalmente. A esse exercício damos o nome de:


MEDITAÇÃO


   Mas antes de passar as dicas de como praticar a meditação, quero deixar claro algumas coisas...


   A meditação que eu falo aqui não é a meditação do senso comum, aquela que você aprende na TV, ou em artigos de yoga. Ela não é focada na concentração em um ponto qualquer ou em um objeto, nem mesmo em mantras.


   A concentração é sim muito importante, e a meditação convencional é útil para relaxamento. Mas o foco aqui é a pura observação dos seus processos mentais, de forma a ter a percepção de que você está além deles e que é possível ter controle sobre eles.

   Outra coisa, de maneira alguma a meditação que passo aqui tem algo a ver com crenças religiosas. A não ser que a sua definição de religião seja igual a minha: a ciência do interior.


PASSO A PASSO PARA MEDITAR:

 


   Primeiro é importante que você crie o hábito de meditar, como o de escovar os dentes, para isso, pegue uma folha em branco e escreva de 1 a 30 nessa folha, esses são os dias que você irá meditar, para cada dia que você concluir o objetivo, marque na folha. Caso você ache que isso é muito brega, baixe um aplicativo de gerenciamento de hábitos na PlayStore por exemplo caso você use Android.


   Procure meditar em um lugar que você não vai sofrer interrupções e que ninguém vá te atrapalhar no meio do processo.


   Sente-se confortavelmente, o ideal é na posição de Lotus (pesquise no Google como fazer), porém, caso você não se sinta confortável nessa posição, encontre uma posição que você se sinta bem. Só evite meditar deitado pois você pode cair no sono.


   Determine um limite de tempo para a meditação. Crie um alarme no seu celular para que ele apite na hora certa, evitando que você deixe de meditar para ficar olhando o horário. O ideal é mais de 15 minutos de meditação.


   Feche os seus olhos, fique em um lugar silencioso ou coloque um fone de ouvido com uma música calma somente com o instrumental (sem ninguém cantando), é mais aconselhável sons da natureza (você encontra no YouTube).


 

FASES DA MEDITAÇÃO


   

   1. No inicio do processo, (primeiros 15 minutos) sua mente ainda vai estar muito frenética e sua consciência muito instável, sua mente irá tentar te fazer abrir os olhos várias vezes

 

   Nesse primeiro momento é muito importante que você observe esses pequenos impulsos da sua mente e as pequenas reações no seu corpo. Aquela coceirinha no seu braço ou na sua perna, aquela pequena vontade de fazer uma outra tarefa que você programou para fazer daqui a pouco, aqueles pequenos devaneios que a sua mente te joga, aquelas projeções ilusórias do futuro ou memórias verdadeiras ou falsas que surgem do nada, a voz incessante em sua mente, as imagens que surgem na sua tela mental.  

 

   Observe tudo isso de forma indiferente, como se todos esses pensamentos e reações não fizessem parte de você. Como se você estivesse vendo um filme e essas coisas estivessem acontecendo na tela da TV e não em você. Isso é o mais importante, NÃO REAJA A NADA.

 

 

 

    Deixe acontecer, não tente parar e não faça o que a mente manda, simplesmente observe, parado, só o ato de observar faz com que o pensamento perca a força por si só. Não mova um músculo sem estar consciente de que a sua mente está fazendo isso por você automaticamente, sem que você queira. 

 

    O praticante iniciante geralmente para a meditação por aqui, pois gasta muita energia somente para controlar esses impulsos iniciais da mente. Aos poucos ele vai avançando.



   2. Nessa fase, após ter controle sobre os impulsos iniciais da sua mente sobre o seu corpo quando se começa a meditar, simplesmente por conseguir ignorar todos eles, você já está entrando em um estado mais calmo e focado, então use a respiração para acalmar ainda mais a mente

 

(expire pela boca e inspire pelo nariz) 

 

   A respiração é um reflexo do estado das suas emoções, o ritmo de sua respiração tem grande influência no seu estado emocional

 

   A ideia aqui é respirar mais lentamente e mais profundamente para que a mente se acalme mais ainda e seja mais fácil a sua observação sobre ela. Enquanto respira, permaneça consciente de todos os processos perceptíveis no seu corpo e na sua mente, incluindo a própria respiração e movimentação do seu peito ao respirar. Você está entrando mais profundamente em si mesmo.




   3. Após o processo de respiração sua mente estará bem mais calma. Esse é o momento de forçar o aparecimento de memórias traumáticas, desejos e impulsos incontroláveis, sentimentos indesejáveis, hábitos inconscientes, quaisquer que sejam, para a superfície da sua mente

 

 

  Traga a memória experiências que te afetam até hoje. Busque na memória algum comportamento seu que é indesejável, impulsivo, busque se lembrar do que faz ele surgir, esteja totalmente consciente de cada detalhe

 

  Observe o sentimento surgir mas não julgue ele como bom ou ruim, apenas observe como se fosse algo externo a você (na verdade são), aos poucos os sentimentos vão se dissipando, perdendo a força sobre você. Sua consciência vai ficando cada vez mais presente. Essa fase é a fase da “terapia”, é muito importante e não deve ser ignorada. 

 

   A sua mente é sua maior inimiga, mas quando você percebe que ela não é você, que ela é um objeto externo a você, que você não precisa reagir aos seus sentimentos, a sua mente perde toda a força e cai naturalmente.

 

   Essa fase é muito importante para praticantes intermediários. Que não são nem iniciantes nem experientes.


   4. Agora você pode finalmente apenas observar.

 

 

 

   Se mantenha em um estado de testemunha. É nesse momento que você se aprofunda no mistério de quem é você. A sua mente não mais atrapalha, ela está lá, mas não chama sua atenção, não tem mais nenhum controle sobre você é apenas uma ferramenta que você usa para lidar com a realidade. Você não leva mais os sentimentos indesejados que ela te entrega a sério. Você não leva sua própria mente a sério. Você se encontra em um profundo silêncio e apenas sua consciência, pura, está presente. Esse momento é indescritível. Somente pode ser compreendido por meio de sua própria experiência. Nenhuma palavra que eu diga aqui servirá para nada.

 


   Essas são as fases da meditação...


   O artigo ficou um pouco longo mas eu espero que você tenha tirado todas as suas dúvidas, qualquer outra dúvida é só perguntar nos comentários.


   Se lembre de sempre que possível, divulgar a meditação, seja para os seus amigos, parentes ou conhecidos. Na internet ou fora dela. A meditação é uma necessidade nos dias de hoje que pode fazer muita diferença.


   Adicione o blog aos seus favoritos, divulgue esse artigo, compartilhe, leia os outros artigos do blog e se lembre de meditar.


Namastê