domingo, 18 de dezembro de 2016

Falando um pouco sobre timidez...

 

                                     FALANDO UM POUCO SOBRE TIMIDEZ... 

 



Antes de continuar lendo, se inscreva no meu canal no youtube para receber conteúdos GRATUITOS e ainda melhores!!! CLIQUE AQUI 



  Recebi alguns pedidos para dissertar sobre timidez. Primeiro de tudo gostaria de dizer que é impossível dizer tudo que sei nessas poucas linhas, então caso haja mais pedidos irei falar mais sobre isso depois. E digo isso em relação a tudo que falo aqui no blog, afinal, nem todo mundo está disposto a ler um texto muito longo. Então vamos ao ponto.

  Você se acha tímido? 


  Primeiro é importante entender que só existe timidez quando há uma máscara, quando não se é o que deveria ser. Esse é o ponto mais importante. É impossível ser tímido quando se sabe verdadeiramente quem é. 

  Quando a ideia de quem você é, esta baseada na opinião das outras pessoas, seja seus pais, seus amigos ou pessoas que você nunca viu, quando não se mergulhou fundo no próprio ser, é natural que a timidez e muitos outros sentimentos de inferioridade e submissão apareçam.

  A timidez é um grande sinal de que você não mergulhou fundo o suficiente, você ainda não conhece a si mesmo, ainda há uma neblina de dúvida, você ainda acredita que é o que as pessoas dizem que você é. E nesse caso você tem que agradar as pessoas, você tem que agir como um escravo da opinião delas, afinal são as opiniões que definem você.
Se de repente todos decidirem que você é um mau-caráter, alguém desprezível, seria horrível, você acreditaria que é uma pessoa nojenta, provavelmente entraria em depressão, por isso você precisa se preocupar com o que a sociedade diz, por isso deve ser tímido e reservado, afinal pode falar ou fazer algo que não agrade seus mestres, seus deuses.

  Timidez é isso, fazer com que pessoas tão tímidas quanto você, tão inseguras quanto você, tão influenciadas quanto você, pareçam deuses capazes de abalar quem você é com simples opiniões. Isso só é possível quando você abre mão do seu verdadeiro ser e se torna propriedade de todos que estão em sua volta, agora eles são capazes de ditar o que você deve ou não ser, o que você deve ou não fazer




   Um tímido não é muito diferente de um escravo, porém ele chega a ser pior, ele abdica da busca de si mesmo para ser submisso a opinião da sociedade sobre quem ele é, por livre e espontânea vontade. Ele também não é muito diferente de uma prostituta, porém ele não deixa que as pessoas abusem do seu corpo mas sim da sua liberdade de ser o que ele verdadeiramente é.

  No momento em que você descobre que você não é a opinião da sociedade, a timidez simplesmente cai, simplesmente desaparece. Ela só pode existir enquanto você está cego, enquanto os delírios de sua mente ainda definem quem você é.

  A timidez não passa de mais um delírio da sua mente, mais um problema que sua mente cria. E é um problema muito perigoso, ela pode destruir sua liberdade de ser você mesmo.

  No fim das contas, com algumas semanas de meditação, você percebe que na verdade nunca foi tímido, isso que você chamava de timidez era apenas mais um processo em sua mente, mais um delírio que a sociedade te ensinou.

  Lá no fundo, você não é tímido, ninguém é. Assim como uma árvore não é tímida, assim como um falcão não é tímido, você também não é. Somente a mente humana é capaz de acreditar nessa idiotice.

  Se livre das máscaras. A maioria das pessoas está usando máscaras para agradar outras pessoas e com o tempo elas passam a acreditar que são essas máscaras.
 




  No momento que você se livra de todas as máscaras, no momento em que você não aceita que nenhuma máscara cubra sua individualidade, você finalmente se torna livre, nesse momento mágico é impossível que exista algo como timidez, você não é mais um escravo, você não é mais uma propriedade, você para de dar poder as outras pessoas sobre sua vida, você se torna puro êxtase, pura alegria, pura liberdade.

Namastê

3 comentários:

  1. Muito bom! Tens toda a razão. Gostaria que se aprofundar se mais no assunto.

    Richard

    ResponderExcluir
  2. foda! mas é muito dificil se desprender dessas amarras em nossa mente, ainda mais quando não temos força o suficiente para resistir as contra-medidas da sociedade.

    final de ano é sempre o checkpoint da doutrinação em massa. mais meditação sera necessária para a sobrevivência mental até 2017.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir